Receba as Postagens por e-mail:

Delivered by FeedBurner



Perispírito: Conceito


Perispírito : Conceito

“Envolvendo o gérmen de um fruto, há o perisperma; do mesmo modo, uma substância que, por comparação, se pode chamar perispírito, serve de envoltório ao Espírito propriamente dito.”
( Allan Kardec: O Livro dos Espíritos, questão 93)

“O Laço ou perispírito, que prende ao corpo o Espírito, é uma espécie de envoltório semimaterial. A morte é a destruição do evólucro mais grosseiro (Corpo Físico). O Espírito conserva o segundo que lhe constitui um corpo etéreo, invisível para nós no estão normal.”
(Allan Kardec: O Livro dos Espíritos. Introdução, item 6)

Allan Kardec indaga aos Espíritos Superiores:
-  “O Espírito, propriamente dito, nenhuma cobertura tem, ou, como pretendem alguns, está sempre envolto numa substancia qualquer?”
 A que os Espíritos respondem:
“Envolve-o uma substancia, vaporosa para os teus olhos, mas ainda bastante grosseira para nós; assaz vaporosa, entretanto, para poder elevar-se na atmosfera e transportar-se aonde queira.”
Comentando essa resposta, Kardec cria a palavra perispírito (do grego Peri, em torno e do latim spiritus, alma, espírito) para designar esse envoltório do Espírito, por comparação com o perisperma, que envolve o gérmen do fruto.

            Hão dito (afirma Kardec) que o Espírito é uma chama, uma centelha. Isto se deve entender com relação ao Espírito propriamente dito, como principio intelectual e moral, a que se não poderia atribuir forma determinada. Mas, qualquer que seja o grau em que se encontre, o Espírito estará sempre revestido de um envoltório, ou perispírito, cuja natureza se eteriza, à medida que ele se depura e se eleva na hierarquia espiritual. De sorte que, para nós, a ideia de forma é inseparável da de Espírito e não concebemos uma sem a outra. O perispírito faz, portanto, parte integrante do Espírito, como o corpo o faz do homem. Porém, o perispírito por si só, não é o Espírito, do mesmo modo que só o corpo não constitui o homem, porquanto o perispírito não pensa. Ele é para o Espírito o que o corpo é para o homem: o agente ou instrumento de sua ação.
            Quando encarnado o Espírito, o perispírito é o aço que o prende ao corpo físico. Esse laço é uma espécie de envoltório semimaterial. A morte é a destruição do invólucro mais grosseiro. O espírito conserva o segundo, que lhe constitui um corpo etéreo invisível para nós no estado normal.

            O homem é, portanto, formado de três partes essenciais:
1º - O Corpo ou ser matéria, análogo ao dos animai e animado pelo mesmo princípio vital;
2º -   A alma, Espírito encarnado que tem no corpo sua habitação;
3º - O princípio intermediário, ou perispírito, substância semimaterial que serve de primeiro envoltório ao Espírito liga a alma ao corpo. Tais, num fruto, o gérmen, o perisperma e a casca.

            A respeito do uso dos termos alma e Espírito, Kardec assinala:
            “Seria mais exato reservar a palavra alma para designar o princípio inteligente, e o termo Espírito para o ser semimaterial formado desse princípio e do corpo fluídico; mas, como não se pode conceber o princípio inteligente isolado da matéria, nem o perispírito sem ser animado peo princípio inteligente, as palavras alma e Espíritos são, no uso, indiferentemente empregadas uma pela outra; filosoficamente, porém, é essencial fazer-se a diferença.”
            É oportuno ressaltar que o perispírito tem tido outras denominações, das quais destacamos: corpo espiritual ou psicossoma (Espírito André Luiz); corpo fluídico (Leibniz); mediador plástico (Cudworth); e o modelo organizador biológico (Ernani G. Andrade).

Avalie

Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Receba as Postagens por e-mail:

Delivered by FeedBurner